Ampliando a visão sobre Foco

Em continuidade a série que aprofunda de forma prática os valores do Scrum, o tema de hoje será: Foco. O Scrum traz como referência que: “Todos focam no trabalho da Sprint e nos objetivos do Time Scrum.”

Mas quais os reais desafios de foco? O que é exatamente focar no trabalho da Sprint? Quais os objetivos do Time Scrum que merecem foco? No que você exatamente deveria estar focado?

Primeiro de tudo, focar no trabalho

Uma mudança drástica tem acontecido nos últimos anos em ambientes de desenvolvimento. As antigas salas cinzas e silenciosas se tornaram locais amplos, repletos de ambientes descontraídos e de convívio social. Isto é ótimo! Acredito que nunca nos comunicamos tanto e geramos tantas boas ideias. Contudo, manter-se focado no trabalho a ser feito se tornou um verdadeiro desafio. Inúmeras são as distrações e as pressões associadas a este tipo de ambiente.

Então, primeiro de tudo, observe seus ciclos de flow e quais as características para tê-los. Um bom fone de ouvido? Horário específico? Trabalho em algum ambiente específico? Trabalho remoto? Pair com alguém? Ambiente específico para todo o time? Ambiente virtual para o time?

Com simples observações, discussões sobre o tema em retrospectivas e alguns ajustes, você e os membros do seu time serão capazes de melhorar muito neste aspecto.

Focar no que é mais importante e preciso agora

Corram, busquem a bola de cristal porque o cliente chegou e quer prazos. Sim, todo cliente quer prazos, assim é a vida, aceite. Ter uma visão de futuro é importante e muitas vezes nos serve como incentivo para seguir em frente. Mas é preciso tomar cuidado, a visão de futuro não deve ser confundida com o que deve ser feito em curtos períodos de tempo. É fundamental manter os pés no chão, priorizar e trabalhar no que esta próximo de realmente entregar vantagens aos usuários. Isto te impulsiona para o futuro real, entregas proporcionam experiências para seguir em frente ou para mudar e aproveitar novas oportunidades, então, não demore para fazê-las.

Mas meu cliente acha que tudo é importante… ou vive no jogo do tudo ou nada…

Eu sei, é complexo. Mas não espere que ele mude sem uma mudança de como você e seu time abordam estas questões. Busque novos argumentos para mostrar como ele pode se tornar melhor com entregas menores. Ouse, entregue e apresente resultados que se mostram evidentes. Este é um processo de obtenção de confiança e conhecimento, muitas vezes requer tempo.

Saber o que você não vai precisar agora

Tão importante quanto saber o que deve ser feito é definir o que definitivamente não deve ser feito. Você já parou para contabilizar quantas telas de CRUD inúteis você fez na sua vida? Isto não foi só um desperdício de dinheiro para seu cliente, foi um desperdício do bem mais precioso que você possui, seu tempo!

Além de obviamente contar com o bom censo de todos os envolvidos, você pode utilizar estatísticas ao favor de suas argumentações.

  • Quantas vezes features semelhantes e “super importantes” foram utilizadas nos últimos meses?
  • Quantas vezes se pretende utilizar este item tão “importante”?
  • Quanto tempo itens mal priorizados deixaram o produto mais distante de maior rentabilidade ou eficiência operacional?
  • Quanto tempo itens realmente relevantes levaram para ser entregues, o famoso Lead Time?

Aprimore seu censo crítico.

Focar na aprendizagem contínua para lidar com o futuro

Você realiza religiosamente reuniões de retrospectivas mas os problemas continuam os mesmos durante semanas e até meses? Então você esta fazendo isto errado, bem errado. Momentos de retrospecto não devem ser tratados apenas como sessões de desabafo. Acompanho reuniões riquíssimas, que listam inúmeros pontos que devem ser melhorados, são lindas, mas seus desdobramentos são falhos. Normalmente falta objetividade e priorização!

Você participa de um time limitado, que possui uma quantidade enorme de trabalho a fazer, entenda, vocês não conseguirão tratar todos os problemas do grupo de uma única vez, foque em um ou no máximo dois pontos e trabalhe neles por três ou quatro sprints. Quando estes melhorarem, sigam para os próximos. Falei mais sobre retrospectivas aqui.

Além da aprendizagem contínua do time vocês deveriam estar preocupados com a aprendizagem relacionada ao produto.

  • Com qual frequência o seu time e os interessados no produto tem refletido sobre os benefícios das últimas entregas?
  • Na construção de features, estatísticas que representem o sucesso da entrega são pensadas?

O que você deveria minimamente acompanhar continuamente?

  • Sucesso do produto ou features baseado em estatísticas
  • Relacionamento do time com os interessados
  • Questões técnicas que retardam o time
  • Saúde do time
  • Performance do time

Focar nas coisas simples e que podem funcionar

Pare, simplesmente pare de construir software megalomaníaco. Não é a toa que no manifesto ágil exista o princípio: “As melhores arquiteturas emergem de times auto-organizados.”. Emergem deles pois o ideal é que o time entenda o que é melhor para o produto e projeto em cada etapa de seu desenvolvimento. E mesmo o cliente não entendo bulhufas das opções que estão sendo tomadas, é dever do seu time manter transparência de prós e contras destas escolhas, isto ajudará enormemente mudanças futuras.

Dose a medida arquitetural e processual para o curto e médio período de tempo.

Para saber mais sobre os outros valores do Scrum

Referências

How to Manage Your Attention in a World of Distraction
There’s value in the Scrum Values
Scrum Guide

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *