Coragem, sem ela você e seu time não são metade do que poderiam ser!

Acho impressionante como muitos tratam o Scrum de forma raza. O de sempre: Planning, Daily, Review e Retro, que muitas vezes acabam por se tornar monótonas e não cumprem o objetivo de trazer a vivência do ágil para o ambiente organizacional. Quando falo em ágil não vou muito longe não, pego sua definição em dicionário mesmo, que é: “Que se comporta ou trabalha de maneira eficaz e rápida; diligente, expedito e trabalhador”. Por sinal, definição riquíssima, que irei abordar em outro momento.

Deveriam ter te contado que o Scrum tem como sua base o empirismo. Aqui o dicionário pode nos ajudar novamente, isto quer dizer que se trata de: “Doutrina ou sistema que só reconhece a experiência como guia seguro”. E para sustentar o empirismo ele possuí três pilares, que são: Transparência, Inspeção e Adaptação.

Até aí, tudo certo. Conceitos, conceitos, conceitos, eles não faltam e estão por trás de inúmeros termos que surgem como uma avalanche todos os dias. Aliás um desabafo, termos que muitas vezes mais atrapalham do que ajudam e só servem para te deixar por dentro da “modinha ágil” e fora da verdadeira agilidade.

Agora, pense comigo. Para que haja efetivamente Transparência, Inspeção, Adaptação e você possa ser capaz de evoluir por meio de experiências, é fundamental que as pessoas envolvidas nisto tudo compartilhem de valores em comum, não? Faz sentido para mim, é neste ponto que o Scrum traz cinco valores fundamentais para uma boa evolução, são eles: Coragem, Foco, Comprometimento, Respeito e Abertura.

Começamos pela: CORAGEM.

O Time Scrum precisa ter coragem para fazer a coisa certa e trabalhar em problemas difíceis, como?

Coragem para trabalhar ao lado do cliente e interessados

Desenvolver software é uma arte complexa, além da tecnicidade inerente, envolve inúmeras pessoas com diversos tipos de interesses. É fundamental que você tenha coragem e habilidade para manter tudo em sintonia. Para isto boa comunicação, transparência de todas as informações possíveis, compartilhamento dos riscos do dia-a-dia, promoção do modo de trabalho, são pontos centrais para o amadurecimento dos envolvidos e do produto.

Coragem para entregar software de qualidade

Quer destruir qualquer possibilidade de ser ágil? Construa um castelo de cartas, aquele software que cresce, cresce, cresce, mas qualquer mudança requer movimentos lentos, calculados e qualquer deslize pode arruinar com grande parte de um bom trabalho.

Defenda, argumente, mostre em valores monetários o prejuízo que a ausência de qualidade traz para o produto. Qualidade deveria ser tratada como uma questão ética e moral da sua profissão.

Coragem para admitir que não somos perfeitos

A verdade é que muitos times não sabem fazer software de qualidade e colocam a culpa nos gestores que não priorizam isto. Seja humilde, tenha coragem de trazer isto a mesa e pedir ajuda, discuta como o tema pode entrar gradualmente na pauta do dia e faça!

Coragem para não construir coisas inúteis

Estes dias escutei a expressão “só aceita o requisito e vai…”. Vai para o fundo do poço se continuar com este pensamento. Nada pior do que um time passivo e apático. Um time não deve ser uma unidade fabril, deve ser o centro de criação e produção de coisas úteis e rentáveis ao usuário.

Coragem de admitir que nenhum planejamento será perfeito ao ponto de lidar com a realidade e complexidade do dia a dia

Planos nos ajudam a evoluir de forma consciente e auxiliam no processo de aprendizagem quando bem explorados. Mas, salvas raríssimas exceções, eles jamais devem ser tratados como pactos de sangue. Tenha coragem de expor a complexidade e os desafios do dia a dia, faça isto periodicamente e quando precisar estabelecer planos mais longos todos os envolvidos entenderão seus argumentos.

Coragem para considerar as mudanças como fontes de inspiração e inovação

Seu cliente não sabe o que quer? Que bom, tem uma ótima oportunidade de aprendizagem e de negócios!

Enquanto você não estiver apto a lidar bem com mudanças, por favor, não fale que você é ágil ou prática agilidade. Se isto estiver acontecendo é bem provável que você esteja fazendo algo aquém do que deveria. Reveja seus pensamentos, processos de trabalho, ferramentas, produto e pessoas.

Coragem para estimar

Tratei um pouco deste tema aqui.

Coragem para sustentar os valores da agilidade

Infelizmente agilidade não é instalada e atualizada periodicamente. Cada vez que leio o manifesto ágil me impressiono com a quantidade de novos insights e quão distante muitos estão. Manter o hábito de sustentação dos valores e princípios ágeis farão seu time muito melhor do que o desespero por Guilds e Chapters.

Explorei um pouco sobre Coragem, os próximos artigos tratarão de: Foco, Comprometimento, Respeito e Abertura.

Coragem, faça a coisa certa!

Para saber mais sobre os outros valores do Scrum

Referências

Dicionário Online de Português
There’s value in the Scrum Values
Scrum Guide

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *